DEZEMBRO DE 2016 - BOAS FESTAS -- Que o ano de 2017 nos dê coisas boas.

Ache essas e outras imagens no site ClickGrátis

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

37 - REENCONTROS com ex.camaradas de MOÇAMBIQUE:



-Lembram-se do 1º sargento Bonzinho ? .  Pois embora a minha relação com esta pessoa não tivésse sido pacífica durante os cerca de trinta meses de comissão, sou capaz de perdoar o mal que me fizeram e avançar á procura dos que como eu fizeram sacrifícios para vencer todo este tempo de ausência familiar e outras privações, embora uns fossem profissionais e outros como eu milicianos á força.
-Depois de procurar saber o número de telefone e localidade onde o 1º Bonzinho vivia e aproveitando as férias de Verão na Praia da Rocha no ano de 2008 (Julho), lá combinámos o encontro no centro comercial do Continente em Portimão,  cidade onde vive.
- Passados que foram trinta e quatro anos e alguns meses depois do regresso á Metrópole, foi com alegria que reencontrei o 1º Bonzinho. Falámos um pouco de tudo menos das nossas divergências pois essas por mim estão enterradas e não tenho intenção de as fazer ressuscitar.
-Tomámos um café, conversámos e entretanto cada um foi á sua vida num adeus até próximo encontro.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

-Aproveitando a minha estadia resolvi ir também á procura de outro ex.camarada de nome Albertino Manuel Barreto Mendes, com a especialidade de Radiotelegrafista. Lá o descobri em Silves e acompanhados das famílias fomos até a um restaurante local onde convivemos e mandámos uma jantarada das antigas abaixo.
-Também não via este camarada desde a chegada á Metrópole, numa madrugada de 16 de Abril de 1974, ou sejam os 34 anos e poucos meses de intervalo. O suficiente para estarmos mais velhos e os nossos filhos já terem mais idade daquela em que nos separámos.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Almoço em Almeirim com o meu Amigo JARDIM.
-Aqui há uns meses, numa decisão momentânea convidei a minha mulher para um passeio a Almeirim, afim de almoçarmos e tentar fazê-lo na companhia do meu ex.camarada fur.Jardim, natural e residente naquela localidade. Pelo caminho telefonei-lhe afim de o avisar da minha decisão, que foi de imediato aceite.
-Á mesa com as nossas caras metade lá reconfortámos o estômago e claro a alma, já que a conversa foi ponto importante neste encontro. E do que falámos ? claro de tudo o que nos veio á lembrança, mas quando dois ou mais ex.militares da guerra das ex.colónias se encontram, têm assunto para conversa por tempo infinito. Até ainda lá podíamos estar a conversar... Mas não, estou esperando pela sua visita aqui a Caldas.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Passados 34 anos do regresso á Metrópole, consegui localizar estes sete ex.camaradas e juntá-los no 11º almoço convívio da C.Caç.3468 realizado em Chaves na data de 31/05/2008.
-Embora ainda não tenha conseguido a localização de todos, sinto-me feliz por serem já um número reduzido daqueles. Tenho tido a colaboração de pessoas desinteressadas nesta busca (Por mim o principal interesse é saber que estão vivos e o melhor possível na vida), e talvez nos próximos almoços convívio possam aparecer mais alguns "perdidos" .
-São eles: Antenor dos Santos Rocha; José de Paiva e Silva; José Manuel M.Pereira; José Miguel Araújo Reis; Nelson dos Santos Alves; Rui Manuel da Rocha Gomes e Salvador Carvalhais Gomes.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

COMENTÁRIOS:

Joaquim Fonseca disse...
Gostei ver mesmo em fotografia o 1º Sargento Bonzinho embora o nome não fizesse juz à personalidade do SR. mas mesmo assim recordo-o com saudade e um pouco de nostalgia pois nós éramos muito jovens. Desejo-lhe saúde e muitos anos de vida.
Joaquim Fonseca
Sábado, 13 Março, 2010

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

36 - Massangulo: Fotos da Missão tiradas por mim.



-Em virtude da presença da minha companhia durante largos meses no quartel de Massangulo, era rotina dar umas voltas pela Missão (ali a menos de dois kilómetros), onde tirei algumas fotos pois o local era de facto muito aprazível e convidativo.
- Fui algumas vezes convidado a tomar um café com o Padre WEGHER na missão.
-Aqui estou em frente á igreja.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Frente de igreja da Missão de Massangulo em 1971/72.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Os jardins da missão eram coisa linda e a prová-lo esta foto embora tenha uma qualidade reduzida.
-Tinha muitos arbustos e flores muito bem tratadas. Aqui está um cravo em ponto grande(não um crava).

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Mais uma visita que fiz á missão.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Esta fui buscá-la ao google e sendo a cores e actualizada, fica á entrada do aldeamento de Massangulo quando se vem do quartel. Coloqueia aqui porque o local tem uma história para ser contada e pode começar assim:
-Em tudo na vida há responsabilidades e responsáveis e assim na secção onde eu era o principal responsável, as viaturas estavam atribuidas uma a cada condutor que no dia a dia tinham a nobre missão de conduzi-las e tratá-las como se fossem suas.
-Na área da "Ferrugem" todos sabiam quem podia conduzir, o quê e quando. Cada condutor conduzia a viatura que lhe tinha sido atribuída. Os mecânicos conduziam em testes. O sr.Comandante da Companhia tinha um jype para seu uso pessoal e o Fur.Mecânico tinha a missão de conduzir qualquer viatura em qualquer momento.
-Todos os fins de semana havia transporte entre o quartel e a missão ou aldeamento sendo  escalado um condutor para esse serviço e as coisas corriam bem. Só que um dia a tentação da condução sem qualquer prática, levou um furriel meu camarada de nome Barbosa, a pedir ao condutor para ser ele a conduzir. O condutor acedeu e no local onde acaba a picada quando se vem de cima há um pontão onde a viatura acabou por cair e levar para o hospital três dos ocupantes em mau estado, tendo recuperado passados uns meses.
-A viatura acabou por ser recuperada no PAD de Vila Cabral, por malta amiga que se disponibilizou a dar uma ajuda. Agradeci á mesa de restaurante com uns almoços.
-Esta situação passou-se certamente noutros locais, só que enquanto felizmente não houve vítimas mortais no nosso caso, em muitos outros acabaram por morrer jovéns não pela guerra, mas por acidentes estúpidos e irresponsáveis como este ou semelhantes.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Missão de Massangulo. Uma obra enorme no meio do mato.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Missão de Massangulo de outro local.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-A água que se consumia no quartel era proveniente duma fonte que havia na missão de Massangulo.
-Uma viatura fazia o trabalho de ir á missão todos os dias buscar água em bidons.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Mais uma foto na Missão de Massangulo.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Vista em fundo da Missão de Massangulo (Maio /1972)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Outra de instalações da Missão de Massangulo.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Instalações da Missão de Massangulo.

domingo, 27 de dezembro de 2009

35 - Massangulo: Fotos da Missão (Google).




-Esta é uma imagem da frente da igreja da Missão de Massangulo, obra grande e grandiosa na sua conjuntura para bem de todos os que pretendiam aprender mais para enfrentar as agruras da vida.


-Há um site relacionado com esta MISSÃO e a vida do PADRE LUIGI WEGHER, disponível na coluna do lado direito.
-CLICA ALI PARA ABRIR, caso estejas interessado.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


-Foto de outro ângulo da mesma Catedral.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


-Sino da torre desta igreja.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


-Vista do interior, edifício monumental.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


-Vista do ALTAR

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

34 - Massangulo: Fotos do quartel.



-Esta foto mostra ao fundo o quartel de Massangulo. Na estrada á esquerda era o caminho para a picada até Mandimba e á direita era o aldeamento e a missão.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-Aqui estou com o moço que tratava da minha roupa de nome António.

-Foi o empregado que me acompanhou durante todo o tempo em que estive em Moçambique e que tenho o grande prazer de contar algo da história da nossa amizade.
-Quando cheguei a Massangulo afim de receber a carga correspondente á secção auto proveniente da companhia ?? que regressaria a Portugal, uma das minhas preocupações era arranjar alguém capaz que me trabalhasse  as roupas e quarto, pois a carga a passar estava tudo organizado e o pessoal sabia qual o papel a desempenhar no momento. O furriel mecânico auto que fui render pôs-me á vontade naquele aspecto e quanto ao empregado disse-me que o que trabalhava para ele era muito bom, tendo ficado a trabalhar depois para mim e os outros furrieis da mesma instalação. Constactei através dos tempos que era mesmo verdade a opinião daquele ao ponto deste homem ter-me acompanhado até ao dia em que regressei a Portugal. Garanto que o "moço" era tratado por mim com todo o carinho possível e que nunca lhe faltou nada do que era possível  pela minha parte. Éramos no fundo Amigos  e eu tinha toda a confiança nele. Pelo Natal nós os furrieis vestíamo-lo com roupas novas e outros mimos.
-Quando já estávamos em Malema, eu de vez em quando ia a Nova Freixo afim de ir buscar material para as viaturas e numa dessas idas, quando cheguei já noite reparei em cima da mesa (tipo secretária) que tinha no meu quarto para trabalhar, umas notas e moedas e não sabia de quem eram. Perguntei aos meus camaradas do quarto, tendo me sido dito que tinha sido o António  que as tinha retirado dum bolso do camuflado que estava para lavar e posto em cima da mesa. Se dúvidas não tinha sobre este homem, alí elas foram totalmente enterradas.
-Quando regressei a Portugal ele queria vir comigo, mas além de vir de avião, havia muita dificuldade em conseguir que o pessoal pudésse vir para o continente não sendo cá nascido. Lá ficou com lágrimas nos olhos e eu também na hora da despedida. Não faço idéia do que se passou na sua vida depois, mas francamente muito gostaria de saber. Como?...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Estou junto a uma imagem de Fátima (?) que estava no largo onde havia sombra de uma imponente árvore.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Estou no mesmo local acompanhado do meu camarada Barros (1º cabo condutor) e um outro que não sei
quem é pois não tenho identificado.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Massangulo, 01/04/1972

---------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Em Massangulo com o meu camarada fur.Barbosa e um macaco que era familiar da malta.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Eis o macaco que por vezes nos acompanhava em deslocações de viatura.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Aqui tem um outro mais pequeno sobre a sua custódia.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------


-A minha especialidade era mecânico auto, mas se necessário umas morteiradas também se despachavam bem ou mal. No caso foi só para a fotografia.de recordação em 27/02/1972.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Poderíamos estar de partida num unimog 411(Mais conhecidos por "pinchas") para a missão de Massangulo a cerca de um Km. Estou ao volante, ao meu lado o Barbosa e por tráz o Barros(condutor) e o Rodrigues(mecânico). A pedir boleia está o camarada Albertino(1º cabo radiotelegrafista).

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Em Massangulo havia um número de viaturas razoável, para dar satisfação ás necessidades da logística da Companhia e outros de carácter da psicó.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Outra fotografia de algumas das viaturas pertença da carga da C.Caç.3468 em Massangulo.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Esta máquina era para abrir estradas e pertencia a uma companhia de engenharia (?) que estava a trabalhar na zona de Massangulo.

sábado, 19 de dezembro de 2009

33-Visita de Camaradas do Norte ás Caldas.



-Em data que não tenho anotada ? (pergunto aos presentes se sabem), tive o prazer de ter recebido em Caldas a visita de um grupo de ex.camaradas da ferrugem que vieram desde Viana do Castelo, Barcelos, Porto, Gaia e um de Alenquer. Na foto pela esquerda a esposa do Fonseca e em frente este que vieram de Alenquer. Depois ainda pela esquerda o Silva de Viana do Castelo, o Barros de S.Mamede de Infesta,o Hermínio de Vila Nova de Gaia: de pé estou eu Louro, ao meu lado esquerdo está o Alexandrino do Porto, a seguir o Fitas e o Rodrigues, ambos de Barcelos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Esta é mais uma foto tirada no decorrer dum almoço animado num restaurante de Tornada, freguesia de onde sou natural.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Depois do almoço fomos visitar Óbidos e daqui foi um até breve com a viagem a caminho do Norte.


32- 8º Almoço Convívio em Carvalhos.



-Outras fotos de almoços convívio ver slaideshow de fotos.


31- 4º Almoço Convívio em Viana do Castelo.



-Esta é a única foto que tenho do 4º almoço convívio da C.Caç.3468, que se realizou em Viana do Castelo na data de 26 de Maio de 2001.
Nota: Embora não esteja na foto, esteve presente neste almoço da C.Caç.3468 pela primeira vêz o nosso saudoso Amigo Pedro Alvim, vindo de França para tal fim a meu convite. Deixou os vivos neste ano, depois de problemas de saúde que não perdoam quem tiver a infelicidade de o mal lhe bater á porta.
-Que descanse em PAZ.


sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

30-Reencontro com Ex.Camarada António Pires



-Em 14 de Maio de 2006, tive grande prazer em me ter deslocado até á Lourinhã afim de estar com o meu ex.camarada António Pires, do meu curso de mec.auto na EPSM em Sacavém (começou em Setembro de 1970) e que depois vim a reencontrar em Nova Coimbra em Novembro de 1972, quando este estava de passagem a caminho do Catur em missão de serviço.
-Passados mais de 33 anos foi um momento marcante para nós, que ficou registado nas fotos para recordação. Estávamos acompanhados da família de todos os dias.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

29 - Vila Cabral: Fotos de Dezembro de 2005.



-Esta foto foi tirada em 2005 e enviada por pessoa amiga que esteve em trabalho de cooperação nesta cidade de LICHINGA (Ex.Vila Cabral) no norte do Niassa.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Uma rua de Lichinga em Dezembro de 2005.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Uma marcha contra a SIDA, promovida na cidade de Lichinga (Dez.2005).

---------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Fotografia de uma casa das pessoas que vivem nos aldeamentos no norte de Moçambique (Palhota)

----------------------------------------------------------------------------------------------------


-Tomar banho no Lago do Niassa é um previlégio que nem todos têm.
-Que saudades desses tempos.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Pôr do Sol no Lago do Niassa. É um espectáculo com nostalgia da minha parte.
-Agradecido á pessoa amiga que me enviou estas fotos já há quatro anos. Como o tempo passa a correr.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

28 - Catur: Fotos várias.



-Tirada no quartel do Catur, junto de um monumento em memória dos seus mortos.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Na povoação junto de uma palhota, casa tipo dos habitantes a viverem nos aldeamentos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------


-No quartel do Catur junto do 1º sargento mecânico auto Miguel, em Janeiro de 1972.
-Era uma pessoa espectacular que estava sempre disponível para me explicar as dúvidas que eu tinha quando o abordava sobre as mesmas. Por onde andará este Amigo ?

-------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Quartel no Catur, numa das muitas viagens de Vila Cabral até Massangulo ou regresso.
-Aqui o Catur era a estação do caminho de ferro que nos ligava a ambos os lados. Penso que cerca de 10 km até Massangulo em picada e de comboio até Vila Cabral 150 Km ????

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

-Aqui estou acompanhado com o meu camarada Rodrigues (Sol.mecânico), que tal como eu fazía parte da secção da "Ferrugem". Foi no quartel do Catur.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-A alimentação das populações era á base de milho e mandioca, produtos que eram trasformados em farinha por processos próprios, em que normalmente eram as mulheres a fazê-lo numa peça de madeira que lhe chamavam pilão.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-Estou junto de uma inocente criança, que como tantas outras em África são privadas dos bens essenciais a que todas as crianças do Mundo têm direito. (Deveriam ter. SIM)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

COMENTÁRIOS:

Quimarques disse...
Foi com grande satisfação que o acaso me guiou até este teu blog; obrigado camarada LOURO.
Também eu passei por muitos lugares aqui referidos e não deixa de ser um prazer recordar não só as localidades mas acima de tudo as fotos.
Se por acaso tiveres alguma do POR NÓS chamado posto avançado do CATUR que ficava do outro lado da estação C.F. bem como da cantina do ZÉ do PORTO (CATUR) agradecia que a publicasses ou ma cedesses.
Hoje fico por aqui um grande abraço para ti LOURO e todos os Camaradas da C.Caç.3468
 Quimarques
Quinta-feira, 18 Fevereiro, 2010


José Louro disse...
-Caro Ex.Camarada das lides de Moçambique. Foi com prazer que li os teus comentários aos quais dou resposta. Como compreederás em relação ao Catur, não tenho muitas fotos, mas é possível haver algum outro camarada que possa tê-las e mas disponibilize. Tenho sempre muito gosto em dialogar sobre os locais por onde passei. Um abraço e sou ao dispor: José Louro
Nota: Podes utilizar o email do blogue que está no cabeçalho.
Segunda-feira, 22 Fevereiro, 2010